sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Michel Laub é o escritor convidado do Viagem Literária da próxima terça


Imagem inline 1

​Itanhaém receberá, na próxima terça-feira (22), às 19 horas, o escritor Michel Laub para mais uma edição do Programa Viagem Literária, do Governo do Estado. Autor de sete romances, entre eles, ‘Música Anterior’, ‘O segundo tempo’, ‘A maçã envenenada’ e ‘Diário de queda’, lançados em 13 países e traduzidos para dez idiomas, ele estará em um bate-papo divertido sobre suas experiências e obras na Biblioteca Municipal Paulo Bomfim, localizado na Rua Cunha Moreira, 71, no Centro.
O escritor nasceu em Porto Alegre, em 1973, e vive atualmente em São Paulo. Também jornalista, foi editor-chefe da revista Bravo, coordenador de publicações e internet do Instituto Moreira Salles e colunista da Folha de S.Paulo e do Globo. Hoje, é colaborador de diversas editoras e veículos no Brasil e exterior. Além disso, foi vencedor de seis prêmios de literatura.
VIAGEM LITERÁRIA – Lançado em 2008, pela Secretaria de Estado da Cultura, o programa percorre, todos os anos, dezenas de cidades paulistas. O projeto atua nas bibliotecas com a proposta de democratizar o acesso à cultura e promover o contato direto entre escritores e as comunidades.
O programa integra o conjunto de ações do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB) e já foi prestigiado por mais de 285 mil participantes, entre adultos e crianças. Além da programação de encontros com os escritores, tem em suas diretrizes a capacitação dos profissionais de biblioteca e também as oficinas de criação literária.

Por Secretaria de comunicação social - comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Imagem inline 2

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Semana Literária na Biblioteca Municipal segue até sexta

Até sexta (18), a Semana Literária será realizada na Biblioteca Municipal Poeta Paulo Bomfim. A realização é da Academia Itanhaense de Letras (AIL), com apoio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes. A programação diária acontecerá nos períodos da tarde e da noite. O endereço é Rua Cunha Moreira, 71, Centro.
A Semana Literária contará com palestras dos acadêmicos da AIL, como Rosa Moraes, Altamiro Ribeiro, Ecilla Bezerra, o sarau literário “Let’s Read”, e o lançamento do livro “Antologia Palavras ao Vento”, em comemoração aos 20 anos da Academia Itanhaense de Letras com a participação do Maestro Sarrafo.
Segundo a presidente da AIL, Elizabeth Cury Bechir Watanabe, a proposta surgiu com a ideia de homenagear a cidade de Itanhaém em seu aniversário, com os eventos no mês de abril. Entretanto, a edição atual foi transferida para agosto, ficando próxima do aniversário da Academia Itanhaense de Letras, comemorado no dia 19 de julho.
Confira a programação:
Segunda-feira (14)
18 horas: ‘Análise Gonçalves Dias’ – Acadêmico Rosa Moraes
19 horas: Lançamento do livro ‘Mar & Bar’ – com o acadêmico Octávio Carrillo Junior
Terça-feira (15)
18 horas: ‘Poder da Palavra’ – Acadêmico Altamiro Ribeiro
Quarta-feira (16)
18 horas: ‘História do Teatro’ – Acadêmica Ecilla Bezarra
Quinta-feira (17)
15 horas: ‘Sarau Literário – Let’s Read’
18 horas: ‘Pilares da Comunicação’ – Acadêmico Altamiro Ribeiro
Sexta-feira (18)
18 horas: Lançamento do livro ‘Antologia – Palavras ao Vento’ – participação do Maestro Sarrafo

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Contação de Histórias na Biblioteca


Uma das melhores e mais ricas formas de aprendizado das crianças, contar histórias incentiva a imaginação e criatividade dos pequenos. Nesta sexta-feira (4), a Biblioteca Municipal Paulo Bomfim receberá a Cia. Pé de Ator para animar a criançada. O evento terá duas sessões, às 9 e 14 horas. A biblioteca fica na Rua Cunha Moreira, 71, Centro.

Reunindo algumas fábulas de Monteiro Lobato, os artistas Alexandre Andrade e Aline Prado vão contar histórias para o público infantil, de uma forma bem lúdica, envolvendo a contação e o teatro como ferramenta para abordar fábulas. A dupla, integrante da Cia. Pé de Ator, resgata a literatura infantil brasileira com uma linguagem simples. A apresentação será baseada em obras clássicas, como “O Orgulhoso”, “A Cigarra e a Formiga”, “Os Dois Burrinhos”, “O Jabuti e Jacaré” e “O Sabiá e o Urubu”.
O GRUPO – Alexandre é arte-educador, ator e diretor de teatro. Fundou a Cia. Pé de Ator, que desde 2011 trabalha com o teatro de rua, performance e infantil. Em 2015, criou o Grupo de Pesquisas CETLA, na cidade de Peruíbe, oferecendo e ministrando oficinas de arte e expressão. Aline é atriz e integrante do Pé de Ator desde 2012, no qual participa de diversos espetáculos, e faz parte do CETLA desde sua fundação, integrando oficinas, grupos de pesquisa, mostras de cenas e shows de humor.

Estatísticas de Julho


quarta-feira, 19 de julho de 2017

Lançamento do Livro "Cego é aquele que só vê a bola"


Aos aficionados por esporte e pela literatura, aí vai uma dica. Nesta sexta-feira (21), às 18 horas, a Biblioteca Municipal Poeta Paulo Bomfim receberá o escritor João Paulo Streapco para o lançamento do livro “Cego é aquele que só vê a bola”, que mostrará ao leitor o percurso do futebol em diferentes ambientes de São Paulo, dando ênfase aos grupos sociais e às intervenções do poder público. A biblioteca fica na Rua Cunha Moreira, 71, Centro.




No livro, João Paulo Streapco, baseando-se em estudos realizados de 1894 a 1942, busca compreender algumas facetas da sociedade paulistana que estiveram presentes em seus principais campos, equipes e estádios, bem como a formação de um circuito de praticantes e simpatizantes.
É citado o surgimento dos três principais clubes de futebol da cidade (Corinthians, Palmeiras e São Paulo) e a disputa por sua profissionalização. A obra mostra ainda como essas equipes se expandiram de maneira similar, explicando o relacionamento entre clube e torcedor, e a maneira como eles influenciaram no comportamento do paulistano.
SOBRE O AUTOR – João Paulo Streapco é Mestre em História e está cursando Doutorado na Universidade de São Paulo (USP). O livro “Cego é aquele que só vê a bola” é uma tese relacionada a seu curso, sendo sua primeira obra.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cardiologista e umbandista lança livro que revela os mistérios do candomblé

CULTURA - O lançamento será neste sábado (1º), às 16 horas, na Biblioteca Municipal Poeta Paulo Bomfim


A Biblioteca Municipal Poeta Paulo Bomfim será palco do lançamento do livro ‘Exu – O Grande Arcano’, escrito por Francisco Rivas Neto. A obra revela os mistérios a respeito da entidade do candomblé ainda desconhecida e estereotipada por grande parte da população. O evento será realizado no próximo sábado (1º), às 16 horas.
Segundo o autor, Exu é considerado o “arauto dos orixás, guardião, juiz, executor da justiça”, denominações que variam de acordo com as ideias preconcebidas de cada um. A obra apresenta ainda muitas imagens de oferendas, aspectos da magia e, de modo inédito, discorre sobre como preceituar, realizar pedidos e acionar a magia dos Exus.
A Biblioteca Municipal Poeta Paulo Bomfim fica na Rua Cunha Moreira, 71, Centro. Mais informações pelo telefone: (13) 3426-1477.
SOBRE O AUTOR – Francisco Rivas é cardiologista, sacerdote de umbanda e fundador da primeira faculdade de teologia com ênfase em religiões afro-brasileiras, Faculdade de Teologia Umbandista (FTU). Ele é sacerdote há mais de 45 anos e autor de clássicos das religiões afro-brasileiras, como ‘Lições Básicas de Umbanda’, ‘Candomblé – Teologia da Saúde’, ‘Fundamentos Herméticos de Umbanda’, entre outros.

terça-feira, 13 de junho de 2017

André Vianco cria mundos e desperta a imaginação de seus leitores


CULTURA - Em um encontro descontraído, o autor contou sobre sua vida e carreira como escritor

O escritor é alguém que dá vida e valor às palavras. Eles mudam a forma de ver o mundo, atiçam a curiosidade e imaginação do leitor, trazem novas perspectivas e dão oportunidades às pessoas de explorarem novos mundos, criarem refúgios e se identificarem com os personagens das histórias. E é este desejo e prazer pela leitura que o escritor André Vianco desperta em seus leitores. O autor esteve na Biblioteca Municipal Poeta Paulo Bomfim, pelo programa Viagem Literária, na última terça-feira (6).


Em um encontro descontraído, o autor conversou com o público sobre sua vida e trajetória até virar um escritor. Contou sobre dificuldades no início da carreira, como e quando suas obras começaram a se tornar conhecidas, respondeu perguntas dos leitores, autografou livros e tirou fotos, sempre brincando e sorrindo.Em sua terceira passagem pelo Viagem Literária, André afirmou que tem muito prazer em conversar com seus leitores. “É um programa que eu gosto muito, e eu gostei bastante do encontro com os leitores aqui. Acho interessante essa troca de ideias e palavras com eles. É sempre gostoso. E é muito bom ver que por onde eu passo as perguntas que são feitas, seja de adolescente ou adulto, sempre são as mesmas, não importa a idade, a curiosidade está sempre ativa”.Assim como muitos de seus colegas de ofício, o escritor não tem uma obra preferida, aquele que mais gostou de escrever. “Cada livro é uma experiência, é difícil falar que eu gostei mais desse ou daquele. Porém, o ‘Sete’ é emblemático, eu escrevi em 90 dias. Não esqueço essa experiência de estar completamente arrebatado pela história, foi muito interessante”.André também respondeu sobre o que sente ao saber que as pessoas leem suas obras e pedem por mais. “É uma alegria ver o que eu estou colocando no papel, transmitindo essa paixão, se consolida como uma carreira, uma profissão. E ver que as pessoas se conectam com as histórias, gostam desses mundos que eu invento e compram essa ideia”.

SOBRE O AUTOR – André Vianco é romancista, roteirista, diretor de cinema e televisão. Ele é especializado em literatura de terror, sobrenatural, vampiresca e baixa fantasia. Começou a carreira trabalhando como redator para o Departamento de Jornalismo da Rádio Jovem Pan. Em 2010, incursionou pelo audiovisual e fundou a Criamundos, sua produtora de conteúdo audiovisual. Roteirizou, produziu e dirigiu o piloto para a série intitulada ‘O turno da noite’, uma adaptação da sua obra de mesmo nome.
Em 1998 escreveu seu primeiro romance, ‘O Senhor da Chuva’. No ano seguinte, lançou o livro ‘Os Sete’, que deu origem a ‘Sétimo’, escrito em 2002. Depois disso, alcançou a fama com os livros de thrillers sobrenaturais, como ‘A Casa’, ‘Sementes de Gelo’, ‘Meus Queridos Monstrinhos’, entre outras obras que fizeram André Vianco ser um dos escritores brasileiros mais conhecidos.PROGRAMA – O Programa da Secretaria de Estado da Cultura, criado em 2008, promove uma verdadeira turnê com escritores renomados e jovens talentos pelo Estado, levando mais de 350 atividades a bibliotecas de todo o Estado.O programa Viagem Literária tem como objetivo aproximar autores, contadores de histórias, livros e bibliotecas do cidadão paulista. Além de ser parte importante de um conjunto de ações do Governo do Estado de São Paulo para incentivar a produção literária e disseminar o gosto pela leitura, promove diálogos que dinamizam a programação cultural das bibliotecas municipais, contribuindo para transformá-las em Bibliotecas Vivas e centros de convivência multicultural para toda comunidade.SP LEITURAS – É uma organização social de Cultura qualificada pelo Governo do Estado para fazer a gestão de programas como o Viagem Literária nas unidades vinculadas ao Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo, incluindo a Biblioteca de São Paulo e a Biblioteca Parque Villa-Lobos, sob a coordenação da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura (UDBL), da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Seguidores do Blog